Archive for the ‘Viáji’ Category

Primeiro post na terra da salsicha

Que eu sou meio (muito) retardada não é novidade. Já fiz muitas coisas imbecis em busca de algum tipo de recompensa: dietas malucas pra emagrecer, promessa de não comer chocolate e tomar refri por um ano,pra passar no vestibular(… HAHAHAHA), vegetarianismo (¬¬), mas a coisa mais doida de todas foi ter vindo pra Alemanha fazer um estágio sem saber falar OI! em alemão.

"tô linda, mermão!"

Estou aqui há um mês e posso afirmar algumas coisas: os bebês são fofos e gorduchos, a comida é pesada e estranha, o chocolate é muito bom, a neve é gelada, e não! nem todos os alemães falam inglês, e é exatamente este o problema! AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH!

Mas como eu cheguei aqui?

Há mais de um ano participo de uma organização estudantil chamada AIESEC, que promove o intercâmbio profissional em vários países do mundo. Funciona assim: se você quer fazer intercâmbio então você entra em contato com a organização, marca entrevista blábláblá, entra e insere seu perfil na rede global e tem acesso às vagas, quando você encontra vagas legais manda seu currículo e espera a resposta da empresa, sendo afirmativa você prepara os documentos e viaja AMÉM!

Aí aconteceu de eu vir estagiar na Alemanha (com um chefe português super fofo S2) numa empresa legal de consultoria, uma vibe bem internacional, com colegas simpáticos e tals. Até aí beleza! Mas nem tudo é um mar de rosas (nem tampouco um mar de espinhos) num intercâmbio. Contrariando todas as minhas expectativas e teorias da conspiração descobri que nem todos os alemães falam (ou gostam de falar) inglês (pausa dramática para o momento de desespero!). E agora? Como faz??? Fase 1: Chora. Fase 2: Se isola em casa. Fase 3: Tenta aprender essa língua estranha enquanto chora e se isola em casa.

Desconsiderando a questão linguística vamos para os aspectos desenvolvidos num intercâmbio: sensibilidade cultural (100%); compreensão de que algumas pessoas são essencialmente escrotas e não valem o ar que respiram (desabafo mode off); amizades inesperadas (por outro lado encontra-se pessoas maravilhosas e genuinamente boas); percepção de que o Brasil é um país pobre e ferrado, mas que ainda assim é o melhor do mundo.

Este post está ficando longo e sem fotos! OMG!!!! QUE CHATO!! Vamo animar issaqui minha genteeeeeeeeeeeeee!!!

Fotos!Fotos!Fotos!Fotos!Fotos! Fotos!Fotos! Fotos!Fotos! Fotos!

Este é o rio Reno, por algum motivo as pessoas se orgulham desta água marrom por aqui... BRINKS Galerez! RESPECT!

Guerra civil rolando solta no Brasil e a polícia aqui toda concentrada nos fanfarrões bêbados pós-jogo-de-futebol. Isso se chama realidade.

Frio bombando lá fora e varal improvisado na frente do aquecedor. Isso se chama pobreza.


Blog, Neve. Neve, Blog.

Sábado de sol. Sim. Sol.

Depois posto mais. Ano que vem… Brincadeira! (ou não)

PS:. teoricamente este blog é pra escrever besteirices, coisas divertidas e féxion etc etc etc. Mas como ajudo a pagar o domínio vou usá-lo como um diário (mensal ou quinzenal, pois a preguiça me impede de escrever mais frequentemente) e quem tiver algo contra deixe um comentário (pra variar… ficadika que pra cada comentário real recebemos 30 comentários de spam. SHOW!)

Share