Posts Tagged ‘design’

Gil Elvgren

Momento amor no coração!

 

Você pode até não reconhecer o nome Gil Elvgren (nascido Gillete Elvgreen – pausa para risos… HAHAHAHAHA), mas com certeza você já viu (e admirou) o trabalho dele.

Gil foi o  mais famoso pintor de pin-ups (também ilustrador e publicitário) de todos os tempos pra sempre do século XX. Sabe aquelas pinturas de mulheres perfeitas e inocentemente safadinhas das décadas de 30/40/50/60… então, culpado!

Aí outro dia vi no Fashionising as fotos de base pras pinturas dele. Nas fotos a gente não vê nada do luxo e glamour das divas que ele pintava, vemos mulheres normais, imperfeitas e em cenários bem toscos ( a verdade não é tão linda quanto a fantasia, mas é muito mais divertida, né?).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Okey! Agora que você analisou o antes e o depois, numa era pré-photoshop, vai me dizer que este cara não era um gênio?

Reservar um momento para apreciar os trabalhos de Gil Elvgren é se permitir um pouco de beleza e nostalgia (e ter saudade de um tempo que a maioria de nós não viveu)…

Mais trabalhos de Gil Elvgren depois do pulo.

Read the rest of this entry »

Share

Anúncios Vintage (hihi)

Encontrei um site, através da indicação de alguém no grupo de e-mails do meu curso que tem váaarios anúncios de várias décadas de vários tipos de produtos.

É super legal. Esse site veio bem na hora que eu precisava, adorei, quero inclusive agradecer a quem indicou, apesar de eu não saber quem foi, e eu achei tão interessante que quis dividir com vocês também. E pra quem estuda esse tipo de coisa, é muito interessante pra ver como que os impressos mudaram, por exemplo: dá pra ver que demorou um bocado para fontes diferentes aparecerem em anúncios, ou ainda ilustrações e mais ainda as fotos… e a forma como elas são aplicadas também mudou muito no decorrer do tempo. E ainda, a linguagem, a forma como as informações são passadas mudou, e é até engraçado ver como que eram antes. Portanto, divirtam-se!

[nggallery id=29]

Bom, eu amei, quem tiver mais curiosidade e precisar de textos sobre esse assunto, recomendo livros do Rafael Cardoso, muito explicativo (me ajudando muito no tcc hihihi) 😀

Ah sim, pra variar, peguei muitas imagens de lá, mas tem muito mais pra ver, é só clicar aqui!

Share

O Projeto Vader

Este post é pros nerds de plantão (alô?! alguém aí?).  Artistas modernetes desenvolveram 100 capacetes customizados do Darth Vader. As peças do The Vader Project estão em exposição e depois serão leiloadas. Alguns capacetes ficaram bem loucos e divertidos.

Imagina a situação: um maluco totalmente viciado em Star Wars saindo na rua com um desses capacetes, pedindo um café pra tia da cantina com aquela vozinha demoníaca… BAZINGA! hahahahahahahaha! Que perigón!

[nggallery id=13]

Tem mais aqui!

Share

iCade?

Nem bem o iPad começou a ser vendido, o site de vendas de nerdices ThinkGeek anunciou um suporte para transformar o iPad em um mini fliperama. Já pensou jogar Pac-Man, Donkey Kong, Space Invaders e os melhores ataris da infância de maneira digna num arcadezinho todo trabalhado na vibe retrô? Demaaaaais!

Ok, na verdade isso foi uma pegadinha de primeiro de abril (HÁ) do site. Estes nerds… tsc tsc tsc. Mas vamos combinar que se fosse verdade seria muito legal e ia vender super bem entre qualquer um que goste de se divertir os geeks endinheirados.

Share

Skate e destruição

O artista plástico Haroshi faz um trabalho muito maneiro com decks de skates velhos, ferrados e acabados. Ele pega os shapes mortinhos e derrotados e os transforma em lindas pecinhas de arte. Fofo! As esculturas da exposição “Skate and Destroy” tão em exibição em Tóquio. Confira a exposição pelas fotos de Brandon Shigeta.

Mas se você é pobre capixaba e não pode ir a Tóquio, aqui também tem exposição pra visitar!!! No Palácio Anchieta vai rolar, até 9 de maio, a exposição “A Beleza na Escultura de Michelangelo” , com reproduções da obra do mestre renascentista. No Maes (Museu de Arte do Espírito Santo) está aberta a exposição “Rembrandt e a arte da gravura” até 16 de maio, e conta com 78 gravuras e uma placa de impressão. As duas são no Centro de Vitória e gratuitas. Aproveite o fim de semana e se jogue na arte!

Share

Um monte de vício

Cast of Vices são joias feitas de prata e ouro (ti qualitati) mas em formatos diferentes do que geralmente se vê por aí: comprimidos, cigarros, tampinhas de garrafas e insetos asquerosos são o que fazem essa linha (que eu amei).

O tema não é simplesmente vícios, mas é também uma crítica à cultura pop e essa coisa de ficar drogado e jogado nas ruas. Feito nos Estados Unidos e vendido em lugares finos do mundo. Menos no Brasil.

Achei super criativo! Quero todos!!! 😀

Esse post não é patrocinado, by the way.

Share

Inspire-se: Giovanna Cellini

Dessa vez o que a gente achou de legal pra mostrar é uma ilustradora italiana chamada Giovanna Cellini. E tem muitos trabalhos legais, sempre trabalha muito com padronagens e texturinhas fofas e uns desenhos mais loucos. Já fez muitas estampas para roupas e ilustrações para livros e revistas. Muito legal! Ela é formada em Moda no Instituto Europeo del Design e depois se mudou para Londres e se formou bacharel em Design Gráfico no Camberwell Colege (phyna, né?).

Num livro que eu tenho sobre ilustração de moda tem uma entrevista com ela, lá ela fala que o que a inspira vai desde conversas coma família até a observação de livros infantis, e experimentação em papeis e materiais novos a estimulam nessa hora. Ela diz também que o mundo animal e a natureza a encantam, com as cores e formas.

Ela diz que sempre faz os esboços a mão com lápis, e depois vai acrescentando partes e fazendo recorte, seja literalmente, seja no computador. Os trabalhos dela tem uma característica muito artesanal, muitos traços e cheios de detalhes.

Vejam na galeria mais ilustrações legais dela e vejam o site-portfólio (com mais trabalho) aqui!

Read the rest of this entry »

Share

Shit Box

Se você está pensando em acampar ou fazer uma trilha no fim de semana, mas tem medo de bater aqueeeela vontade (nº2) e ser obrigado a usar o matinho e expor suas vergonhas a insetos e animais silvestres, seus problemas acabaram! Uma empresa chamada The Brown Corporation ( A Corporação Marrom) criou a Shit Box (Caixa de Bosta) como uma alternativa para as pessoas se aliviarem em lugares que não oferecem banheiros.

É uma caixa de papelão reciclado (bem trabalhada na consciência ecológica), toda dobrável (pra caber na mochila e tals), com um buraco no meio. Tem sacolinha por dentro, o que a torna reutilizável, e ainda vem com lencinhos de papel. E com a tampa vira um banquinho! HAHAHAHA! Não sei se vocês já sabiam dessa caixinha, mas achei super esperta!

E vem em tres versões: a Shit Box comum, a Ploo Portable Toilet (querendo ser mais discreto e selvagem…) e a Little Jack’s Box, pras criancinhas cagonas.

Achei super simples, legal e amiga do meio ambiente (e dos coleguinhas que frequentam o mesmo espaço que o “usuário” ririririri). Digno!

Share

Frascos perfumados

Desde a segunda semana de blog a Luisa já queria um post sobre embalagens de perfume, então, vamulá…

Eu sou o tipo de pessoa que julga o livro pela capa e o perfume pelo frasco e acho isso super natural. As empresas que fabricam perfumes contam com profissionais do çéquissu design especializados e capacitados cujo trabalho é desenvolver embalagens que traduzam o conteúdo do frasco, para que a partir de seu formato, cor e material o consumidor já possa ter uma idéia da fragrância e queira comprá-lo imediatamente.

No fim do ano passado, depois de aaaanos usando o perfume de pitanga da Natura decidi inovar (hahaha) fui no site do morangão e comprei um perfume sem saber qual era o cheiro do dito cujo, o Blue Charm da Azzaro, o preço tava bom e a embalagem era muito gracinha. Frasco azulzinho, clarinho e brilhoso. A partir disso botei na minha cabeça que o perfume ia ser suave, floral e fresco. Da primeira vez que usei não fui muito com a cara, achei meio forte, sei lá. Mas agora que me acostumei acho que o cheiro combina perfeitamente com a embalagem. (ô lôco meo!)

Meu perfuminho!

Ok, agora que já passei pelo momento “Confissões de Adolescente” vamos para a galeria com frascos de perfumes interessantes. Alguns são bem lúdicos, fofos e criativos, enquanto uns fazem referência a materiais orgânicos e brutos. Enfim, o critério de seleção foi: gostei, postei.

Read the rest of this entry »

Share

Prefere ir pelada?

Aqui no Brasil, como praticamente não existe inverno, a gente nem se liga nessa história de usar pele de animais e tals, mas na Europa, nos EUA e nos paises que realmente conhecem a neve e o frio este é um tema muito discutido. Existem vários substitutos sintéticos à pele, mas algumas pessoas insistem no uso deste material.

Mas se há boas alternativas por que algumas pessoas insistem em usar pedaços de bicho morto? Acredito que a resposta é: status. Para a confecção de um casaco de peles, vários animais são mortos (de forma cruel e terrível, diga-se de passagem), o que faz com que o preço desta peça roupa seja elevado, o que, consequentemente, confere status a quem a possui, ou seja, é BREGA! chique… Alguns designers utilizam-se deste atributo (para que design e consumo sustentável se você pode espremer o mundo e cagar em cima dele?) como diferencial. É o caso de Quentin Veron, jovem estilista francês, famoso por suas coleções sempre muito trabalhadas com peles (que ele diz, em seu site, ser material luxuoso…).

Em seu desfile na semana de moda de Paris, ontem, uma de suas roupas dizia: “I’d rather wear fur” (Eu prefiro usar pele) o que é uma resposta a campanha do PETA (Pessoas Pelo Tratamento Ético de Animais ) que tem como slogan: “I’d rather go naked than wear fur” (Eu prefiro ir pelado do que usar pele), campanha esta endossada por muitos famosos.

Luisa me disse emiessiênicamente que acha que pele é coisa de homens das cavernas, que não tinham outros recursos pra se proteger do frio. Mas hoje em dia é nojeira e burrice. (HAHAHAAHAH! Adorei e super apóio esse ponto de vista)

E vocês? O que pensam disso?

Share